Gaeco de Ipatinga recebe denúncias e prende golpistas que sacaram dinheiro em contas de vítimas que teriam direito ao saque do FGTS

0
384

IPATINGA – Por volta das 18h41 de ontem (15/09), no município de Ipatinga, o Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado “ GAECO”, recebeu denúncias que um suspeito de nome Jadison Pereira, se encontrava hospedado no Panorama Tower Hotel, que o mesmo estaria na posse de documentos falsos e ainda provocando prejuízos a comerciantes da cidade.

Foi pedido a Justiça o Mandado de Busca e Apreensão, e deferido pelo juiz Antônio Augusto Calaes, sendo cumprido no final da tarde desta terça-feira (16), por Policiais Civis, Militares e Ministério Público do GAECO. No quarto 514 do citado hotel, foram presos  Jadison Pereira Ribeiro, 28 anos e Carlos Henrique de Lima, 24 anos o qual havia em seu desfavor um Mandado de Prisão.

Apreendidos um total de R$ 23.470,90 em espécie, vários celulares, trinta e oito Chips da Vivo, documentos e outros materiais. Segundo os abordados o dinheiro era proveniente de golpe aplicado em diversas contas da Caixa Econômica Federal, sendo a seguinte dinâmica:

Jadisom e Carlos pagavam a quantia de mil reais para uma pessoa que conheceram no whatsapp de alcunha John D. e esta pessoa fornecia a eles dez números de CPF, os quais pertenciam a pessoas que teriam direito ao saque do FGTS liberado em quantia de R$1045,00, pelo Governo Federal. De posse desses CPF, a dupla acessava um site, repassado pelo próprio John D., que possibilita consulta dos dados de pessoas. Neste site obtinham o restante dos dados das vítimas, usavam os celulares que foram apreendidos ,para baixar um aplicativo de nome “CAIXA TEM” e inseriram os dados obtidos. O aplicativo exigia a confirmação de uma contra senha, enviada via SMS, para o número que os próprios suspeitos inseriram no aplicativo. A dupla usava um chip para cada CPF e depois o descartava.

Os autores agiram como se fossem os donos de cada conta e dentro do aplicativo solicitar o saque da quantia total, no de R$1045,00 liberados pelo Governo Federal. O aplicativo liberava um código e com este código em mãos a dupla dirigia-se a agência da caixa econômica e sacava o dinheiro sem necessidade de cartão ou senha. Os indivíduos estavam hospedados no hotel, desde o dia 10 deste mês e faziam compras de bebidas, celulares caros, se alimentavam em restaurantes e compravam roupas.

Ambos indivíduos foram presos e conduzidos à Sede da Polícia Federal em Governador Valadares para demais providências.

Ouça a reportagem com Jota Passos
Divulgação da PMMG

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui