INHAPIM ESTÁ ENTRE OS ENDEREÇOS DA INVESTIGAÇÃO DA POLÍCIA FEDERAL QUE COMBATE CRIMES FINANCEIROS ATRAVÉS DA INTERNET

0
267

Inhapim esteve no alvo de uma operação da Polícia Federal dedicada à repressão da ação de um grupo criminoso especializado em fraudes eletrônicas.

A Operação CyberCafé deflagrada nesta quarta-feira (22) cumpriu quatro mandados de busca e apreensão em Minas Gerais, estando Inhapim entre as cidades foco da investigação; um mandado em Santa Catarina; dois em São Paulo e 11 no Espírito Santo.

Também foram cumpridos um mandado de prisão temporária na cidade de Florianópolis e um em Araçatuba. A Polícia Federal executou, ainda, medidas de sequestro de bens no valor aproximado de R$ 6 milhões, que incluem apreensão de veículos e sequestro de depósitos em contas bancárias, criptoativos e imóveis.

Em razão da grande quantidade de mandados a serem cumpridos, a operação contou com 77 policiais federais do Espírito Santo, Distrito Federal, Minas Gerais, São Paulo e Santa Catarina.

O objetivo das ações de hoje, além do cumprimento das ordens judiciais, foi obter novos elementos de prova para desmantelar o grupo criminoso que vem cometendo crimes por meio da Internet.

As investigações se iniciaram após uma ação preliminar identificar um grupo especializado em fraudes bancárias atuando no Espírito Santo. Esse grupo seria composto ao menos por três núcleos (Hackers/atacantes, Intermediadores e Beneficiários), que invadia contas bancárias, por meio da Internet, para desvio de valores ou para quitação de boletos, em especial, de dívidas tributárias junto à Secretaria Estadual de Fazenda do Espírito Santo.

A atuação do grupo gerou prejuízo financeiro a vários bancos e empresas, além do pagamento indevido de impostos a partir das contas das vítimas da fraude.

  • Com informações da Comunicação Social da Polícia Federal do Espírito Santo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui